Entrevista com Vanessa Godoy: Criadora da EMB

A EMB – Escola de Magia e Bruxaria do Brasil é um projeto criado pela Agente de Viagens Vanessa Godoy inspirado do universo Harry Potter criado pela britânica J.K. Rowling. São realizados eventos temáticos de imersão e participação com stands. O principal ocorre durante quatro dias; uniformizados com as típicas capas da EMB, os participantes, que são divididos pelas quatro casas: Tigres, Serpentes, Esquilos e Águias frequentam aulas como Defesa Anti Trevas, História Mágica, Astromagia, entre outras; assim como frequentam um salão comunal, podem ganhar e perder pontos para a sua casa como na trama original.

As imersões ocorrem em um hotel em Campos do Jordão cuja arquitetura é um castelo, o que torna a experiência ainda mais especial, com direito a um mapa de localização (pode-se pensar que está consultando o Mapa do Maroto!). Além de desfrutar do castelo há a Taverna do Javali Bisonho, Pub inspirado no Cabeça de Javali onde pode-se provar comidas temáticas da saga como fish N’ Chips, hidromel e a famosa cerveja amanteigada.

Criou-se toda uma identidade visual própria como o refrigerante Kibruxo, a moeda de troca intitulada Dobrões, os emblemas das casas e os itens da lojinha oficial: Complexo de Compras dos Boticários. Atores entram no personagem e interpretam professores, criaturas mágicas, todos com muita precisão fazendo com que cada pessoa presente sinta-se com se aquele mundo mágico fosse realmente parte da realidade, é incrível!

Há ainda um Baile de Formatura (Lembram do Baile de Inverno?) e o Teste de Capacitação Bruxa, exame que medirá o quanto o aluno aprendeu. A pontuação tirada no teste conta pontos para a competição da Taça das Casas!

A EMB também tem parceria com a escola de inglês Wizard, sendo que algumas imersões são realizadas totalmente em inglês, como uma espécie de intercâmbio. Confiram alguns depoimentos no vídeo promocional abaixo:

Vanessa Godoy que é a fundadora e principal responsável pelo projeto contou algumas coisas para o Serial Cookies sobre o projeto empreendedor e vocês podem conferir na entrevista logo abaixo:

– Conte como surgiu a ideia de montar a EMB e quais foram as primeiras inciativas para a criação.

Eu sempre trabalhei em agências de viagem, e um dia comecei a pensar em pudesse ser diferente, criar um diferencia, pois com a questão de compras online as agências físicas perderam muito com isso. Inicialmente pensei em fazer um pacote para Londres, mostrando a cidade e o the Making of Harry Potter, e mostrando algumas partes que foram inspiradas para os livros e onde gravaram algumas cenas do filme. E além disso qualquer um pode pesquisar na internet e comprar o ingresso do estúdio diretamente. E depois veio a ideia de criar não só isto mas sim uma experiência, e na hora já surgiram três dos personagens da escola, e na sequência já comecei a planejar um evento beta lá no Rio Grande do Sul em um Castelo Cenográfico, e mesmo lá já foram 320 pessoas de todo o Brasil.

– Quais foram as maiores dificuldades para tornar o projeto real?

A maior dificuldade que eu tive foi pegar os elementos, objetos e móveis, e transformar para a vida real. Pois não há pronto. 70% disso tudo, foi preciso mandar personalizar, e foi muito difícil encontrar um fornecedor que entendesse o que estava falando, e transformar; porém foi muito divertido até chegar no resultado final.

– Quais as partes mais divertidas em fazer parte desse universo mágico e em proporcionar dias tão especiais aos fãs da maior obra de J.K. Rowling?

Sinceramente, para mim, todas as partes foram divertidas até a parte burocrática. Desde criar personagens até os cenários. E a empolgação dos alunos é impagável a sensação deles entrando no castelo, é emocionante. Você percebe nos olhos deles.

– Como começou as turnês da EMB pelos eventos? Quais os maiores desafios para conseguir manter o alto padrão de qualidade dos stands?

A EMB começou a ser convidada por vários eventos para montar o seu espaço. E começamos a aceitar esses convites e fazer turnês o ano inteiro por várias cidades e estados. A maior dificuldade sempre é locomover as coisas. Estamos nos locomovendo por meio de caminhão, o que gera peso, alguma coisa sempre risca, então nós sempre andamos com caminhão e tinta, então são dois dias de montagem bem severas.

– Atualmente quantos profissionais estão envolvidos com as imersões em Campos do Jordão?

Para a imersão nos envolvemos em torno de 58 profissionais para o Ano Um. Para o Ano Dois, são em torno de 64 profissionais. Para o Ano Três nós imaginamos em torno de 75.

– Como foi o processo de adaptação e criação dos itens que fazem parte da EMB, desde nomes, atividade, logomarcas e produtos?

Essa parte foi a parte mais gostosa pra mim, pois dar vida para os professores, criar a estória de cada um deles; nós fomos montando uma trama, em que eles têm vínculos entre eles, pois fazem parte de um mundo real, então estão todos interligados. Para mim essa é a melhor parte. E desde então temos feito isto e transformando em livros. Esse ano de 2018, já está confirmado o lançamento do livro “A Brigada dos amaldiçoados”, que vai sair em Julho.

– Até o agora, qual foi o momento mais, inesquecível e especial da EMB?

A primeira edição da EMB foi a primeira emoção. E o que e traz esta memória parecida, este sentimento, é no momento do Baile de Formatura. Pois naquele momento você já passou por outro ponto alto da imersão que é o campeonato de Quadribola; que é quando os alunos se engajam defendendo suas casas. São os primeiros momentos que os alunos realmente sentem que estão ganhando, perdendo ou deixando de ganhar pontos no Campeonato das Casas. Ainda que seja tudo uma inspiração, tudo é muito envolvente. Quando eu vejo as pessoas se engajarem tanto com as casas que criei (Tigres, Águias, Serpentes e Esquilos) e percebendo que elas podem não ser tão parecidas com as de Harry Potter; me toca, me emociona. Pois cada membro que passa por lá deixa sua marca. Mas a maior das emoções para mim, dentre todas, é realmente proporcionar o Baile de Formatura. Acredito que seja também para os próprios alunos, pois vejo que quando os alunos saem da EMB eles começam a amar este novo universo inspirado.

– Conte um pouco da sua relação com a saga Harry Potter. Como tudo começou?

Eu fui criada dos treze aos quatorze anos em Porto Seguro na Bahia. E tudo demorava muito para chegar. Um dia a gerente do hotel da minha mãe, chegou com um livro, que era o 2º da saga Harry Potter; perguntando se eu queria ler; e eu respondi que sim. Então eu li e me apaixonei. Comecei a ir atrás dos livros em São Paulo. Em relação a assistir os filmes já era mais difícil, pois em Porto Seguro não tinha cinema. Então eu sempre dava um jeito de comprar os livros.

– Pode contar uma palhinha do que os alunos da próxima imersão de 26 a 30 de janeiro irão encontrar?

O que a gente tem para trazer a todos os alunos do Ano Um, e que estão ingressando na EMB é que a magia é real! Sobre alguns veículos que já participaram, cada um definiu de uma forma. A Jade Seba classificou como coach. A Capricho definiu como uma imersão Live Action; e também não deixa de ser uma Hospedagem Temática. Enquanto a gente não conseguir definir a BEM em uma coisa só, acho que estaremos no caminho certo. O que os alunos podem esperar é isso: trazer um pouco da magia para o mundo real, e aprender grandes valores assim como Harry Potter durante a saga.

– Deixe um recado para os futuros alunos da EMB 2018

As portas magicas da EMB sempre estarão abertas para receber novos alunos; e a todas as pessoas que vivem no mundo “trouxa” que se permitem por quatro dias viver essa fantasia, independente da idade. Além de e permitir realizar esse sonho de criança. E realmente tiro o chapéu para todos nós que estamos aqui que não deixamos a nossa criança interior morrer.

*************************

E para fechar o post com chave de ouro (ou taça Tribuxo) temos a alegria de anunciar que na próxima edição de 26 a 29 de Janeiro, esteremos presentes na imersão como alunas da casa das Águias (que é inclusive a casa da própria Vanessa) participando das aulas, atividades e fazendo um registro bem legal pra todos que acompanham o Serial Cookies e a EMB. Com certeza serão dias mágicos!